sexta-feira, 14 de abril de 2006

Tolerância de ponto = tolerância zero


Só agora começo a perceber. Uma das “estratégias” mais brilhantes do governo é a tolerância de ponto aliada às operações da Brigada de Trânsito. Senão veja-se: se há um feriado à sexta-feira (se for religioso, melhor), oferece-se ao “abnegado” funcionário público a tarde do dia anterior como bónus. Ora, como é sabido, uma grande fatia dos trabalhadores, com a tarde livre, enfia-se nos cafés e nas tascas a actualizar as conversas futebolísticas e a emborcar uns valentes copos. No sinuoso caminho para casa, o indivíduo é interceptado pela BT, que lhe “prescreve” a respectiva coima, depois de o ter convidado a soprar no balão.
Como consequência natural, os cofres do Estado engordam. E ninguém dá por isso.